Loading...

LEGAL

 

Sumário do Plano de Continuidade do Negócio

Objectivo

De acordo com as boas práticas internacionais e recomendações da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (“CMVM”) e do Banco de Portugal (“BP”), a DIF Broker – Sociedade Financeira de Corretagem, S.A. (“DIF Broker”) informa sobre o seu Plano de Continuidade do Negócio (“PCN”) para a eventualidade de eventos de catástrofe, descritos neste documento.

O PCN foi concebido de modo a ser o instrumento de referência para que a DIF Broker possa prosseguir a sua actividade no caso de uma contingência incontrolável – como um desastre-, sem interrupções ou com um mínimo de interrupções, para que os seus bens estejam seguros e acessíveis, e para que a DIF Broker permaneça contactável, independentemente da imprevisibilidade do período de interrupção da actividade ou da severidade da situação. O PCN é revisto e aprovado pelo Conselho de Administração todos os anos, e objecto de informação a todos os colaboradores da DIF Broker.

2. Estratégias e Planos de Recuperação

A DIF Broker preocupa-se com a recuperação dos seus sistemas tecnológicos. Em geral, os seus sistemas tecnológicos estão localizados em múltiplas localizações que distam entre si pelo menos 300 km. Esta concepção assegura que, no caso de um dos locais de trabalho sofrer uma falha de serviço, se poderá recorrer aos sistemas numa localização alternativa para continuar a disponibilizar esse serviço.

Adicionalmente, a DIF Broker recorre a serviços de alojamento e fornecimento de computadores virtuais, o que permite aceder e operar os sistemas informáticos essenciais da DIF Broker a partir de qualquer localização, sem interrupções, potenciando a continuidade das operações.

Na eventualidade de um acontecimento que impeça a DIF Broker de ter acesso a um edifício, numa cidade ou até em toda uma região, assegura-se assim a disponibilidade e continuidade da actividade sem interrupções ou sendo interrompida apenas por poucos minutos.

A DIF Broker também disponibiliza planos de recuperação/contingência perante a ocorrência de vários cenários. Os planos são concebidos para testar a capacidade de resposta e continuidade so serviço, como por exemplo quando um fornecedor de tecnologia ou de outro serviço relevante para a actividade da DIF Broker deixa de operar por qualquer motivo. Aconteça o que acontecer, os planos foram concebidos para permitir retomar as operações no prazo máximo de 24 horas.

Com a criação do PCN, verificou-se que as localizações identificadas como “localizações alternativas pré-designadas” se encontram disponíveis, que existem recursos humanos suficientes no pressuposto que organizações externas, tais como entidades governamentais e sistemas de mercado, prosseguem operacionais. No caso de algum destes pressupostos não se verificar, a actividade da DIF Broker poderá ser interrompida até à reposição dos serviços essenciais.

No entanto, não é possível garantir que o serviço possa continuar sem interrupções em determinadas circunstâncias, tais como perante um blackout regional, um desastre natural, um ataque terrorista ou outros eventos com efeitos comparáveis. .

3. Preparação

Apesar de ser convicção da DIF Broker que os seus clientes vão continuar a ter acesso às suas contas no caso de haver uma rotura significativa da actividade neste contexto, é possível verificar-se uma quebra temporária ou alteração na forma como poderá ter acesso à sua conta. A DIF Broker notificará os clientes relativamente a qualquer crise ou interrupção relevante, colocando um aviso nas suas página web, www.difbroker.com e/ou www.dif.pt A tecnologia, e em particular a utilização de meios informáticos e de comunicações, tornam mais premente a possibilidade de generalização de um acontecimento, independentemente do local desse acontecimento. A DIF Broker como sociedade financeira de corretagem global que é, permite o acesso dos investidores a mais de 40 mercados, de, praticamente, todos os continentes, envolvendo dezenas de parceiros permanentemente presentes em outros tantos Países para manter esta realidade. As quebras pontuais de acesso a determinado mercado não fazem se encontram no âmbito deste PCN.