Loading...

Blog

ONDE FALAMOS DE BOLSA
Home / Blog

Forex: Como Investir nas Melhores Oportunidades

Um dos objectivos deste blog é contribuir para a informação dos nossos clientes e visitantes, em particular dar a conhecer a evolução e tendências dos principais pares cambiais do mundo.

Trata-se de um exercício que iremos realizar com regularidade, preferencialmente uma vez em cada trimestre do ano.

Assim, decidi realizar uma actualização da rentabilidade das principais divisas negociadas no mercado de Forex, medidas na principal divisa do mundo: o USD.

Podemos observar na Figura 1 a evolução das principais divisas cotadas em USD no presente ano; também incluímos o Bitcoin, o Ouro e a Prata, atendendo a sua importância no mercado de Forex.

Figura 1

Podemos observar que o Bitcoin e o Ouro foram as estrelas do presente ano, subindo 27% e 14% frente ao USD no presente ano. Para negociar estes pares cambiais, deve utilizar os seguintes símbolos: BTCUSD e XAUUSD.

No caso deste último, representa X USDs por uma onça de Ouro (aproximadamente 30 gramas).

Do lado negativo, tivemos a Libra Esterlina, negativamente influenciada por toda a incerteza da sua saída da União Europeia.

Na Figura 2, podemos observa o gráfico do Bitcoin cotado em USD desde o final de 2015 ao presente Maio de 2020.

Esta criptmoeda ainda tenta recuperar da maior bolha da história – superior à da bolha especulativa da Tulipa Negra em Amesterdão no século XVII -, quando se aproximou dos 20 mil USD por Bitcoin.

Figura 2

Desde essa data, esteve numa tendência descendente, apenas invertida em Abril de 2019. Esta nova tendência ascendente teve um máximo em Junho de 2019; a partir dessa data está a ocorrer uma bandeira que foi rompida este ano, parecendo indicar a continuação da tendência ascendente, caso consolide um valor superior a 10 mil USD por Bitcoin.

Na Figura 3, podemos ver o gráfico do Ouro. Este encontra-se em tendência ascendente desde meados de 2018; iniciando-se em 2015, quando se encontrava em torno a 1000 USD por onça.

Figura 3

Nas próximas semanas, importa ter em conta se irá romper a importante resistência, em torno a 1 770 USD por onça.

A consolidação dos 1 800 USD por onça poderá significar que o Ouro registará um novo máximo histórico, a partir do momento que supere os 1 950 USD por onça.

Uma das divisas que se encontra numa importante tendência ascendente é o dólar canadiano, desde Setembro de 2017, tal como podemos observar na Figura 4.

Figura 4

Trata-se de uma divisa muito dependente da evolução do preço das matérias-primas.

Presentemente, o seu preço está dentro de uma bandeira. Caso o preço rompa a linha paralela superior, é provável que a tendência ascendente se reforce e continue.

Na Figura 5, temos a evolução do par cambial mais importante, o EURUSD, atendendo que se trata daquele que possui maior liquidez.

Figura 5

O Euro encontra-se em tendência descendente desde Março de 2018, registando um mínimo próximo de 1,05 em 2020. O preço registou uma falsa ruptura da linha de tendência descendente, no entanto, a mesma voltou a ocorrer, superando os 1,10 USD.

Assim, na eventualidade do preço romper a resistência em torno a 1,14, podemos assistir a uma inversão da tendência descendente de longo prazo do EUR frente ao USD.

Para terminar a nossa análise, terminaremos com a libra esterlina. Como foi dito anteriormente, a incerteza nas negociações com a União Europeia está a colocar pressão vendedora no par cambial GBPUSD.

Figura 6

Poderá ter ocorrido um mínimo no presente ano, podendo a Libra Esterlina inverter caso rompa a linha de tendência descendente que se regista desde 2015.

Se deseja formar-se em Forex, não deixe de assistir aos nossos cursos de formação.

Veja também: